advert 1
advert 2
advert 3
Estratégias políticas Imprimir

eeeeee

“Certa vez um político foi procurado em seu gabinete por um casal em conflito, e ele resolveu ouvi-los em separado.

 

Primeiro entrou o marido e enumerou todos os defeitos da sua esposa, culpando-a pela crise no casamento. Ao terminar, o político lhe disse: “Você está certo”.

 

Depois, entrou a mulher e enumerou todos os defeitos do seu marido, culpando-o pela crise no casamento. O político também lhe disse: “Você está certa”.

 

Quando ambos foram embora, a secretária do político perguntou-lhe:

- Estou confusa, chefe. O marido culpou a esposa pela crise no casamento e o senhor concordou com ele, dizendo que ELE estava certo. Depois, a esposa culpou o marido pela crise no casamento e o senhor também concordou com ela, dizendo que ELA estava certa. Isto é alguma estratégia de aconselhamento conjugal?

- Não, apenas concordei com eles para deixá-los felizes.

- Mas, senhor, isto não é muito ético .O político olhou em seus olhos e disse-lhe:

- Sabe que você esta certa!”

 

A situação acima descreve nitidamente como às vezes procuramos fugir da nossa responsabilidade de dizer o que é certo. O jogo de palavras só serve para mascarar a verdade e deixar as pessoas ao nosso redor cada vez mais confusas com aquilo que é certo. O medo de dizer a verdade tem sido muitas vezes o esconderijo que usamos para mostrar nossa perícia na semântica, mas que nunca fizeram de nós pessoas autênticas. Os filhos da verdade falam a verdade, ainda que com prejuízo próprio. “Porque os tais não servem a Cristo nosso Senhor, mas ao seu ventre; e com palavras suaves e lisonjas enganam os corações dos inocentes”. Romanos 16.18