advert 1
advert 2
advert 3
Debaixo de uma árvore Imprimir

É assustador como uma tradição que nada tem a ver com Jesus pode tomar conta dos corações das pessoas. O Natal, que sempre foi uma festa cristã, trazendo alegria pelas Boas Novas de salvação a todo o povo, este simplesmente esqueceu seu verdadeiro significado e passou a venerar a árvore que nem existia nas areias de Belém.

 

Os chineses pagãos, bem como os druidas, já enfeitavam árvores com frutas, doces e luzes para venerar os espíritos das árvores. Em torno de mil anos antes de Cristo, no tempo dos profetas do Antigo Testamento, Deus enviou castigos ao seu povo por aprender os costumes dos povos que

 

ensinavam enfeitar árvores frondosas, e muitas vezes até oferecer sacrifícios humanos debaixo delas. Hoje estamos vendo grandes árvores enfeitadas de luzes nos Estados Unidos, Brasil e diversos outros países. O que deveria ser uma preparação simples, no estilo presépio – manjedoura, se tornou um espetáculo de luzes, helicópteros, glutonarias e presentes entre si quando na realidade o aniversariante é Jesus.

 

A figura venerada vem em nome do Papa Nicolau fazendo uma imitação grotesca do amor de Deus, que doou seu único Filho Jesus para nascer e morrer pelos nossos pecados, um grande presente espiritual que deveria ser ensinado às nossas crianças. Ao invés disso, os pais e professores gostam dessa falsificação e ensinam materialismo sem espiritualidade, pois falando do Espírito de Natal só com presentes materiais como brinquedos e guloseimas, transmitem às nossas crianças uma forma de egoísmo que dificilmente perderão quando crescerem.

 

Natal é receber o verdadeiro Espírito de Natal - o Espírito Santo - dentro de nós e andarmos em novidade de vida, cheios de Graça e de Verdade.